Leilões Judiciais Oportunidades e Dificuldades!

Podemos ter excelentes oportunidades na compra de bens e imóveis, assim como, na defesa de clientes arrematantes ou executados, algum colega atua nesta área?

Vamos compartilhar experiências e informações.

8 curtidas

Tenho alguns clientes que trabalham exclusivamente com veículos e sucatas de leilão.l

5 curtidas

estou trabalhando em uma ação que provavelmente se fará leilão de veículo, eu gostaria de tirar dúvidas, mas meu cliente não tem condições de pagar leilão particular, meu email é suems2003@yahoo.com.br, suelymariano@adv.oabsp.org.br. zap, 18 991365178, Presidente Prudente/sp, estarei aqui no site só pelo tempo do crédito que ganhei de 29 dias, grata pela atenção

6 curtidas

Dra., como vai? Tenho experiência em arrematação extra e judicial, ações de imissão na posse etc.
Atualmente tenho um caso (próprio) de arrematação de copropriedade, bem interessante também.
Querendo pode me chamar (11) 991617152.
Fernando Pacheco

8 curtidas

@fernando2 Obrigada Dr. contato anotado!

5 curtidas

Quais são os leilões de imóveis que aceitam parcelamento? O que você me indica?

Rafael Leon.

6 curtidas

@rafaelleon225 Observe o Edital do leilão do imóvel.
O juiz pode aceitar condições diversas do pagamento àvista, e faz constar em edital ou em portaria. Normalmente na Justiça Estadual, admite-se parcelamento, de acordo com o artigo 895 do Código de Processo Civil.

Artigo 895 do Novo Código de Processo Civil : “O interessado em adquirir o bem penhorado em prestações poderá apresentar, por escrito:
I - até o início do primeiro leilão, proposta de aquisição do bem por valor não inferior ao da avaliação;
II - até o início do segundo leilão, proposta de aquisição do bem por valor que não seja considerado vil”;
§1º A proposta conterá, em qualquer hipótese, oferta de pagamento de pelo menos 25% (vinte e cinco por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis.
§2º As propostas para aquisição em prestações indicarão o prazo, a modalidade, o indexador de correção monetária e as condições de pagamento do saldo. As parcelas serão atualizadas pela média aritmética simples dos índices INPC e IGP-DI - (Decreto nº 1544/1995), a partir da data da arrematação.
§ 4º No caso de atraso no pagamento de qualquer das prestações, incidirá multa de dez por cento sobre a soma da parcela inadimplida com as parcelas vincendas.
§ 5º O inadimplemento autoriza o exequente a pedir a resolução da arrematação ou promover, em face do arrematante, a execução do valor devido, devendo ambos os pedidos ser formulados nos autos da execução em que se deu a arrematação. Assinalo, ainda, que a apresentação de proposta escrita de arrematação, mediante prestações não suspende o leilão e somente prevalecerá caso inexistente proposta de pagamento do lance à vista . Inexistindo proposta de pagamento à vista e havendo mais de uma proposta de pagamento parcelado, estas deverão ser submetidas a apreciação deste juízo, sendo que prevalecerá a proposta de maior valor, ou em iguais condições, a formulada em primeiro lugar (art. 895, § 8º, I e II, NCPC).
A ordem de entrega do bem móvel ou a carta de arrematação do bem imóvel, com o respectivo mandado de imissão na posse, será expedida somente depois de efetuado o depósito ou prestadas as garantias pelo arrematante, bem como realizado o pagamento da comissão do leiloeiro e das demais despesas da execução (art. 901, § 1º, NCPC).

Já na Justiça Trabalhista, via de regra em se tratando de bem imóvel, admitese parcelamento, além do depósito inicial de percentual de 40% do valor da arrematação e o restante em até 12 (doze) meses, e o bem imóvel irá garantir a dívida remanescente até integral pagamento, constituindo-se hipoteca judiciária.

Sempre observe cuidadosamente o Edital.

Lembrando que nenhuma empresa tem autorização legal para realizar leilões. Somente leiloeiro oficial inscrito na Junta Comercial pode ser contratado para essa finalidade, tratando-se de exercício personalíssimo de função pública delegada. A profissão do leiloeiro será exercida mediante matrícula concedida pela Junta Comercial.

Segue a lista dos leiloeiros oficiais habilitados - Junta Comercial do Paraná

6 curtidas

Excelente contribuição dra @aquelissandra

5 curtidas

Pelo o que eu sei, quem paga o leiloeiro é quem comprou o veículo penhorado, geralmente é 5% do valor que foi comprado.

1 curtida