"clientes" do jusmatch

Vou contar minha experiência com o JUSMATCH, essa uma das ferramentas que me fizeram contratar a plataforma (atrás somente do jusfinder), pois de inicio me trouxe clientes.
.
Me empolguei e fui aumentando o nível da minha conta para captar mais clientes e pela triste surpresa, descobri que a maioria das pessoas que enviam mensagem são “pobres de espirito” (não sei se esse é o termo correto, me refiro a pessoas mesquinhas, não se trata de ter pouco dinheiro e sim de ter a mente fechada, ser avarenta e querer sempre tirar vantagem).
.
Um dos “clientes” tinha um problema consumerista, ele claramente tem o direito de receber o reembolso de seu produto pois se passaram 30 dias na assistência técnica (garantia) sem a solução do problema, mas PASMEM (kkk) ele não quer aceitar pagar uma porcentagem de 30% do retorno financeiro, apenas no êxito, não pedi honorários iniciais, ele não estaria tirando dinheiro do seu bolso, sem judicializar ele ficará com 0 reais, mas faz questão de implicar por 30% ao invés de olhar pelo lado positivo de que estaria recuperando 70% do valor.
.
Mesma coisa aconteceu com uma cliente que tinha um caso de obrigação de fazer + indenização por dano moral (tipo tirar o nome da negativação indevida), são dois pedidos, mas eu só propus cobrar 30% em caso de ganho financeiro da procedência do pedido indenizatório e essa achou MUITA coisa. Ou seja, é um dinheiro que ela nem ganhou, nem esta saindo do bolso dela, não ficará no prejuízo (diferente de mim que estou aplicando meu tempo) e a pessoa implica com isso.
.
Infelizmente, são pessoas pobres de alma, preferem perder tudo do que compartilhar uma parte menor com o próximo.

5 curtidas

Reiterando a mensagem acima

1 curtida

Falou tudo Dr.
Infelizmente esses aplicativos captam tudo que “treco” da internet. Já são pessoas querendo saber de algo sem se esforçar para ter o conhecimento. Ainda acham que temos que dar gratuitamente um solução. Eu considero essas pessoas como “parasitas sociais”. Querem ter suporte na vida, sem pagar nada.
Eu sinceramente estou no limite com esses “clientes”. Infelizmente não existe uma ferramenta que entrega clientes dispostos a obter justiça com seu preço.
O crescimento sem limites destas “ferramentas” sem o devido controle da OAB esta fecundando esses parasitas sociais.

3 curtidas

Bom dia! Eu tive inúmeras experiencias assim. Inclusive, no jurismatch. As pessoas não valorizam o trabalho alheio. Não querem pagar consulta. Querem soluções gratuitas…

3 curtidas

Pagar consulta para explicar a viabilidade da ação judicial eu nem cobro, apenas quando precisa fazer uma pesquisa ou a própria resposta resolverá o problema do cliente.

1 curtida

Depois de passar credibilidade, ai eu até cobro honorários iniciais para entrar com a demanda

1 curtida

Agora se a pessoa me procura por indicação de algum outro cliente satisfeito, ai eu já me sinto mais tranquilo para cobrar a consulta mesmo nas causas que dependem de proc. judicial

1 curtida

Tbm faço nesses moldes.

2 curtidas

Entendo a sua frustração com a situação que descreveu em relação aos clientes que encontrou através da plataforma JUSMATCH. É realmente desafiador lidar com pessoas que têm uma mentalidade fechada e avarenta, especialmente quando se trata de questões legais e financeiras.

No entanto, é importante lembrar que, como advogado, você está oferecendo um serviço valioso e dedicando seu tempo e expertise para ajudar essas pessoas a resolver seus problemas legais. É natural que você espere um reconhecimento justo pelo seu trabalho, especialmente quando se trata de questões que envolvem a possibilidade de ganho financeiro para o cliente.

É compreensível que você se sinta frustrado quando os clientes não reconhecem o valor do seu trabalho e questionam a sua proposta de honorários. No entanto, é importante lembrar que cada pessoa tem suas próprias perspectivas e prioridades, e nem sempre é possível controlar a forma como elas irão reagir.

Como profissional do direito, é fundamental manter a ética e a profissionalismo em todas as interações com os clientes, mesmo quando as negociações podem ser desafiadoras. Continue a oferecer seus serviços com integridade e dedicação, e lembre-se de que o seu trabalho é valioso e digno de reconhecimento.

Se precisar de orientação adicional sobre como lidar com situações semelhantes no futuro, estou à disposição para fornecer assistência jurídica e orientações relevantes. Lembre-se sempre de que o seu trabalho como advogado é importante e impacta diretamente na vida das pessoas que você representa.

3 curtidas