Procuração Internacional

Olá Nobres!
Estou com dificuldades para encontrar o modelo de uma procuração particular internacional.
Existe alguma diferença?
Alguém pode me ajudar?

Grato desde já!

7 curtidas

Olá Colega!

Até onde eu sei não há diferença, principalmente, se tratando de procuração particular. Basta descrever os poderes que serão conferidos e o outorgante assinar. Caso ele tenha “firma reconhecida” em algum cartório brasileiro você pode ir até la com os documentos pessoais e registrar.

Acredito que tudo dependerá para qual finalidade a procuração será utilizada.

Espero ter ajudado.

Abraço.

6 curtidas

Bem Dra., eu pretendo ajuizar uma ação de repetição de indébito e dano moral. Meu cliente residia em estado diferente do meu, então não teria como ir no cartório. Usarei nossa excelentíssima plataforma para coletar a assinatura digital.
Até entrei em contato com balcão virtual da Vara pra saber de alguma exigência e ao que me foi dito, nunca outro colega peticionou demanda com cliente morando no exterior. Estou aguardando resposta do Magistrado.
Agradeço por sua ajuda @lauramargarido !

5 curtidas

Dr., consegui esse modelo com um primo meu que é despachante aduaneiro, ele disse que eles fazem assim:

[qualificação]
[endereço]
[país de residência]
[e-mail]
[número de telefone]

[Data]

Procuração Particular Internacional

Eu, [qualificação] e passaporte número [seu número de passaporte], emitido pelo [órgão emissor do passaporte] em [data de emissão do passaporte], residente no endereço [endereço completo], na cidade de [sua cidade], país de [país de residência], neste ato denominado(a) OUTORGANTE, nomeio e constituo como meu(a) verdadeiro(a) e legítimo(a) procurador(a) o(a) Sr(a). [Nome completo do procurador], portador(a) do documento de identidade número [número de identidade do procurador] e passaporte número [número de passaporte do procurador], emitido pelo [órgão emissor do passaporte do procurador] em [data de emissão do passaporte do procurador], residente no endereço [endereço do procurador], na cidade de [cidade do procurador], país de [país do procurador], neste ato denominado(a) OUTORGADO(A).

A presente procuração é concedida para que o(a) OUTORGADO(A) possa me representar e agir em meu nome em todos os assuntos relacionados a [especificar os assuntos para os quais a procuração é concedida, como compra ou venda de propriedade, negócios, assuntos financeiros, etc.] no país de [país estrangeiro onde a procuração será utilizada].

O(a) OUTORGADO(A) está autorizado(a) a assinar contratos, realizar transações financeiras, representar-me em procedimentos legais e executar todos os atos necessários para alcançar os objetivos mencionados acima. Esta procuração inclui plenos poderes para fazer e assinar quaisquer documentos necessários, dar quitações, fazer declarações e compromissos em meu nome.

Esta procuração particular internacional é válida a partir da data de sua assinatura até [data de término, se aplicável].

[Local e data]


Assinatura do(a) Outorgante Assinatura do(a) Outorgado(a)
(Nome impresso do Outorgante) (Nome impresso do Outorgado)

Testemunhas:

  1. ____________________________ 2. ____________________________
    (Nome da Testemunha) (Nome da Testemunha)
    [Assinatura da Testemunha] [Assinatura da Testemunha]
    [Endereço da Testemunha] [Endereço da Testemunha]
5 curtidas

Muito bom Dr. @enioorlando !

Muito obrigado pela ajuda! Abraço!

5 curtidas

Uma dica doutor, a jussign possui certificação para assinatura internacional, só mudar o tipo de assinatura

9 curtidas

Dica de Ouro Dr. @Rafael_CEO_da_Jusfy, muito obrigado. :handshake:t3:
Irei enviar hoje.

5 curtidas

Dr. @Rafael_CEO_da_Jusfy, marcando a opção de Legislação do Documento para Europa, que seria meu caso, o que significa? Você se referia a isso?

6 curtidas

Exatamente isso Doutor!

6 curtidas

Nossa! Que top hein!

5 curtidas

Nobre Dr.
Venho tentar contribuir com a sua dúvida. Passei por essa dificuldade tb, e a única forma para resolver foi necessário que o cliente que estava nos EUA se dirigisse até a Embaixada ou Consulado do Brasil nos EUA. Lá foi confeccionada a Procuração Pública outorgando os poderes inerentes aos interesses, inclusive com cláusulas ad judicia, e devidamente assinada pela autoridade consular, com selo da embaixada e as devidas taxas pagas. Fica a dica caso não consiga por outros meios. A questão é que o outorgante não se encontra em território brasileiro, e devido a isso, deve ser reconhecida pela autoridade consular do Brasil de onde esteja, para que não haja questionamentos futuros, evitando nulidades judicias e/ou de ato ou negócio jurídico. Espero ter contribuído. Abc

11 curtidas

Eu sigo esse procedimento Consular com meu cliente que reside nos EUA.
É mais seguro e evita questionamentos.

6 curtidas

Adoto o mesmo procedimento do Dr. mohamed e da Dra. Ludimila.
Sem questionamentos sobre validade quando são feitas assim.

6 curtidas

queria eu ter clientes internacionais

3 curtidas

Dr., no meu caso, meu cliente é meu conhecido. Por ele morar fora, optou por alguém confiável e competente. Sendo assim, esse é o caminho e as coisas acontecem. Tenha fé, por vezes desanimamos, mas somos a resistência! Conte com a comunidade! Abraço!

2 curtidas

Dr. @vitor.marcheti
Com certeza o Dr. na sua brilhante carreira, vai ter clientes que moram no exterior e que irão precisar dos seus trabalhos.
Percebeu que aqui na comunidade, pelas inúmeras exposições dos casos, a advocacia é uma arte, arte da persistência, da paciência, arte de ser humano com o cliente, a arte de enfrentar a batalha com a parte contrária para defender os direitos do seu cliente, somando à batalha com a morosidade e as decisões/julgamentos do judiciário.
Seja um artista exemplar. Sucesso e jamais desista!

2 curtidas